Vindima de 2013

by | Vindimas

2012 trouxe algumas surpresas inesperadas em termos de clima e viticultura, mas nada como 2013 teria reservado para nos mostrar. Depois de dois anos bastante secos, as chuvas começaram em grande no início do inverno de 2012, dando pouco descanso até Abril. Se por um lado estas chuvas foram importantes para repor os níveis de água no solo, por outro representaram uma ameaça maior em termos de fitossanidade, mas nada que um maior controlo não resolvesse. Nesta fase sentiu-se também bastante frio, atenuado pela chegada da Primavera mas que não trouxe temperaturas demasiado altas. O Verão foi também ameno, o que não favoreceu a maturação das uvas, sobretudo a nível dos compostos fenólicos, e acabou por adiar a data de vindima. Num ano tão húmido e atípico, os mostos apresentaram inevitavelmente uma concentração menor do que em 2012, mas que foi compensada por uma incomparável frescura e notas frutadas. Foi, no balanço final, um ano de vinhos do Porto e do Douro de qualidade, com uma personalidade muito própria.

NEWSLETTER DE VENTOZELO

Receba no seu e-mail as novidades da Quinta de Ventozelo.

Regulamento Geral de Proteção de Dados

Subscrição bem sucedida!